Quinta-feira, Julho 18, 2024

Penamacor Celebra Sucesso das III Jornadas da Religiosidade Popular

Chegaram ao fim as III Jornadas da Religiosidade Popular em Penamacor, um evento que reafirma a importância de preservar e estudar o património cultural da região. Este ano, as jornadas decorreram nos dias 17 e 18 de maio, tendo o Salão Nobre dos Paços do Concelho e o Auditório da Santa Casa da Misericórdia como cenários principais.

Organizadas pelo Município de Penamacor, através do Museu Municipal, e em parceria com a Universidade de Salamanca, o Instituto de Investigações Antropológicas de Castela e Leão de Salamanca e a Santa Casa da Misericórdia de Penamacor, estas jornadas abordaram o tema “Cultos e Romarias na Raia Ibérica”. O objetivo principal foi valorizar os estudos académicos sobre cultos regionais e romarias, bem como salvaguardar a memória cultural desta área transfronteiriça.

O evento contou com a participação de investigadores de Portugal e Espanha, que partilharam os seus conhecimentos e descobertas sobre as manifestações culturais e religiosas populares da região. As apresentações foram diversificadas, oferecendo uma visão abrangente das tradições religiosas tanto do lado português como do espanhol da raia.

Durante os dois dias, os participantes puderam assistir a representações dos cancioneiros populares, destacando-se os ligados à Senhora do Bom Sucesso (Penamacor), Senhora da Ajuda (Escalos de Cima) e Senhor da Saúde (Souto da Casa). Estas exibições culturais enriqueceram ainda mais o evento, demonstrando a vivacidade e a importância das tradições locais.

Este ano, uma nova linha de investigação foi inaugurada com comunicações sobre os cultos do Espírito Santo, que possuem particularidades únicas na memória coletiva das comunidades locais. Este tema despertou grande interesse e promete ser uma área de estudo contínua nas futuras edições das jornadas.

Na sessão de encerramento, a Vice-Presidente da Câmara Municipal, Ilídia Cruchinho, expressou a sua satisfação com os trabalhos apresentados. “As intervenções foram de grande nível académico, excecionais na sua diversidade e interesse. Estas jornadas permitiram-nos conhecer melhor a religiosidade popular da nossa região e da Raia Ibérica, enriquecendo-nos cultural e academicamente. É nossa responsabilidade continuar a preservar este património imaterial e espero que no próximo ano possamos celebrar a quarta edição e lançar a terceira revista”.

A presença de Ángel Espina, da Universidade de Salamanca, na sessão de encerramento, sublinhou a importância da cooperação transfronteiriça e a continuidade deste projeto que visa não só estudar mas também valorizar o património cultural da região ibérica. As III Jornadas da Religiosidade Popular de Penamacor terminaram assim com um balanço muito positivo, prometendo novas edições ainda mais enriquecedoras no futuro.

- pub -

Penamacor Celebra Sucesso das III Jornadas da Religiosidade Popular

Chegaram ao fim as III Jornadas da Religiosidade Popular em Penamacor, um evento que reafirma a importância de preservar e estudar o património cultural da região. Este ano, as jornadas decorreram nos dias 17 e 18 de maio, tendo o Salão Nobre dos Paços do Concelho e o Auditório da Santa Casa da Misericórdia como cenários principais.

Organizadas pelo Município de Penamacor, através do Museu Municipal, e em parceria com a Universidade de Salamanca, o Instituto de Investigações Antropológicas de Castela e Leão de Salamanca e a Santa Casa da Misericórdia de Penamacor, estas jornadas abordaram o tema “Cultos e Romarias na Raia Ibérica”. O objetivo principal foi valorizar os estudos académicos sobre cultos regionais e romarias, bem como salvaguardar a memória cultural desta área transfronteiriça.

O evento contou com a participação de investigadores de Portugal e Espanha, que partilharam os seus conhecimentos e descobertas sobre as manifestações culturais e religiosas populares da região. As apresentações foram diversificadas, oferecendo uma visão abrangente das tradições religiosas tanto do lado português como do espanhol da raia.

Durante os dois dias, os participantes puderam assistir a representações dos cancioneiros populares, destacando-se os ligados à Senhora do Bom Sucesso (Penamacor), Senhora da Ajuda (Escalos de Cima) e Senhor da Saúde (Souto da Casa). Estas exibições culturais enriqueceram ainda mais o evento, demonstrando a vivacidade e a importância das tradições locais.

Este ano, uma nova linha de investigação foi inaugurada com comunicações sobre os cultos do Espírito Santo, que possuem particularidades únicas na memória coletiva das comunidades locais. Este tema despertou grande interesse e promete ser uma área de estudo contínua nas futuras edições das jornadas.

Na sessão de encerramento, a Vice-Presidente da Câmara Municipal, Ilídia Cruchinho, expressou a sua satisfação com os trabalhos apresentados. “As intervenções foram de grande nível académico, excecionais na sua diversidade e interesse. Estas jornadas permitiram-nos conhecer melhor a religiosidade popular da nossa região e da Raia Ibérica, enriquecendo-nos cultural e academicamente. É nossa responsabilidade continuar a preservar este património imaterial e espero que no próximo ano possamos celebrar a quarta edição e lançar a terceira revista”.

A presença de Ángel Espina, da Universidade de Salamanca, na sessão de encerramento, sublinhou a importância da cooperação transfronteiriça e a continuidade deste projeto que visa não só estudar mas também valorizar o património cultural da região ibérica. As III Jornadas da Religiosidade Popular de Penamacor terminaram assim com um balanço muito positivo, prometendo novas edições ainda mais enriquecedoras no futuro.

- pub -

MAIS PARA SI

- pub -