Quinta-feira, Julho 18, 2024

WORKSHOP NA GALERIA ANTÓNIO LOPES E EXPOSIÇÃO NO MUSEU DE ARTE SACRA

O Município da Covilhã e o Atelier Formas e Cores de Terra dinamizaram um workshop gratuito de cerâmica na Galeria António Lopes, que decorreu entre os dias 18 (sábado, 10h-18h) e 19 (domingo, 10h-13h) de maio de 2024.

A atividade decorreu no âmbito das comemorações do “Dia Europeu da Cerâmica – BDC 2024 Bom Dia Cerâmica!”, uma iniciativa anual proposta pela Associação Portuguesa de Cidades e Vilas de Cerâmica (AptCVC), que também se comemora no terceiro fim-de-semana de maio em várias cidades e vilas do European Grouping of Territorial Cooperation Cities of Ceramics (AeuCC).

A oficina contou com a participação de mais de uma dezena de pessoas, de diversas idades.

Também o Museu de Arte Sacra inaugurou, na noite de dia 18, a exposição de cerâmica “Para Além do Olhar”, da autoria de Vítor e Júlia Lopes, que contou com um momento musical pelo Duo DellArte, com Bruno Martins (tenor) e Fernanda Canaud (piano).

Através da cerâmica das Caldas da Rainha, a exibição, que destaca o papel do Museu de Arte Sacra enquanto instituição educativa e cultural, aponta-se como rememorativa do barrismo nacional, recordando os Barristas de Alcobaça ou o mestre Bordalo Pinheiro, que muito contribuíram para a Identidade Nacional.

O barro vermelho conjugado com barro branco são a base material do trabalho de Vítor, que cria as peças, e de Júlia, que procede ao acabamento, ambos os processos executados de forma inteiramente manual, recorrendo à modelação e usando principalmente a técnica dos engobes na pintura.

- pub -

WORKSHOP NA GALERIA ANTÓNIO LOPES E EXPOSIÇÃO NO MUSEU DE ARTE SACRA

O Município da Covilhã e o Atelier Formas e Cores de Terra dinamizaram um workshop gratuito de cerâmica na Galeria António Lopes, que decorreu entre os dias 18 (sábado, 10h-18h) e 19 (domingo, 10h-13h) de maio de 2024.

A atividade decorreu no âmbito das comemorações do “Dia Europeu da Cerâmica – BDC 2024 Bom Dia Cerâmica!”, uma iniciativa anual proposta pela Associação Portuguesa de Cidades e Vilas de Cerâmica (AptCVC), que também se comemora no terceiro fim-de-semana de maio em várias cidades e vilas do European Grouping of Territorial Cooperation Cities of Ceramics (AeuCC).

A oficina contou com a participação de mais de uma dezena de pessoas, de diversas idades.

Também o Museu de Arte Sacra inaugurou, na noite de dia 18, a exposição de cerâmica “Para Além do Olhar”, da autoria de Vítor e Júlia Lopes, que contou com um momento musical pelo Duo DellArte, com Bruno Martins (tenor) e Fernanda Canaud (piano).

Através da cerâmica das Caldas da Rainha, a exibição, que destaca o papel do Museu de Arte Sacra enquanto instituição educativa e cultural, aponta-se como rememorativa do barrismo nacional, recordando os Barristas de Alcobaça ou o mestre Bordalo Pinheiro, que muito contribuíram para a Identidade Nacional.

O barro vermelho conjugado com barro branco são a base material do trabalho de Vítor, que cria as peças, e de Júlia, que procede ao acabamento, ambos os processos executados de forma inteiramente manual, recorrendo à modelação e usando principalmente a técnica dos engobes na pintura.

- pub -

MAIS PARA SI

- pub -