Quinta-feira, Julho 18, 2024

Novo Rumo no Sporting da Covilhã: Marco Pêba Eleito Presidente

O Sporting da Covilhã viveu um momento histórico esta sexta-feira, ao eleger Marco Pêba como presidente da direção para o triénio 2024-2027. A eleição marca a primeira vez em catorze anos que os sócios do clube centenário tiveram a oportunidade de escolher entre dois candidatos. Num universo de 2.115 associados com direito de voto, 991 participaram no ato eleitoral, representando uma taxa de participação de 47%.

Marco Pêba, que já ocupava o cargo de presidente de forma cooptada, liderou a Lista A, com o lema “Novo Rumo, Mesma Paixão”. A sua lista venceu com 619 votos, enquanto Paulo Rosa, candidato da Lista B, obteve 358 votos. Registaram-se ainda oito votos nulos e seis em branco.

O programa eleitoral de Marco Pêba destaca-se por várias iniciativas ambiciosas, entre as quais se incluem:

  1. Continuidade e Melhoria das Condições de Trabalho:
  • Prosseguir o trabalho já desenvolvido.
  • Melhorar as condições para o futebol de formação.
  • Iniciar a construção da Academia na vila da Boidobra, começando pela primeira fase da obra, que inclui um campo de relva sintética e um edifício de apoio com bancada.
  1. Obras no Estádio e Competitividade:
  • Concluir as obras no estádio Santos Pinto.
  • Formar uma equipa sénior competitiva que lute pela subida de divisão nas próximas três temporadas, período em que o clube estará nas competições profissionais.
  1. Continuidade da Equipa Técnica:
  • Manter Francisco Chaló como treinador principal.
  • Nomear Pedro Taborda como novo adjunto.
  1. Modelo de Gestão e Parcerias:
  • Continuar a operar como Sociedade Desportiva Unipessoal por Quotas (SDUQ) e não como Sociedade Anónima Desportiva (SAD).
  • Estabelecer parcerias e patrocínios em vez de procurar investidores externos, com a SAD a ser considerada apenas para campeonatos profissionais.
  1. Requalificação da Sede e Criação de Museu:
  • Reabrir a sede aos sócios, realizar pequenas obras de requalificação e estabelecer um museu do clube no espaço de 600m².
  1. Expansão Desportiva:
  • Tornar o Sporting da Covilhã novamente um clube eclético, introduzindo quatro novas modalidades: Padel, BTT, Atletismo e Badminton ao longo dos próximos três anos.
  1. Gestão Financeira e Reformas Estatutárias:
  • Manter um rigoroso controlo orçamental.
  • Alterar os estatutos do clube e dialogar com a Associação Desportiva da Estação (ADE) para explorar uma possível cooperação futura, visando melhorias na formação desportiva na cidade da Covilhã.

Joel Vital foi nomeado o novo diretor do clube para o futebol profissional. Francisco Moreira e Carlos Mineiro da Costa assumem, respetivamente, as presidências da Mesa da Assembleia Geral e do Conselho Fiscal.

A cerimónia de tomada de posse está agendada para o dia 2 de junho, coincidindo com as celebrações do 101º aniversário do Sporting da Covilhã.

- pub -

Novo Rumo no Sporting da Covilhã: Marco Pêba Eleito Presidente

O Sporting da Covilhã viveu um momento histórico esta sexta-feira, ao eleger Marco Pêba como presidente da direção para o triénio 2024-2027. A eleição marca a primeira vez em catorze anos que os sócios do clube centenário tiveram a oportunidade de escolher entre dois candidatos. Num universo de 2.115 associados com direito de voto, 991 participaram no ato eleitoral, representando uma taxa de participação de 47%.

Marco Pêba, que já ocupava o cargo de presidente de forma cooptada, liderou a Lista A, com o lema “Novo Rumo, Mesma Paixão”. A sua lista venceu com 619 votos, enquanto Paulo Rosa, candidato da Lista B, obteve 358 votos. Registaram-se ainda oito votos nulos e seis em branco.

O programa eleitoral de Marco Pêba destaca-se por várias iniciativas ambiciosas, entre as quais se incluem:

  1. Continuidade e Melhoria das Condições de Trabalho:
  • Prosseguir o trabalho já desenvolvido.
  • Melhorar as condições para o futebol de formação.
  • Iniciar a construção da Academia na vila da Boidobra, começando pela primeira fase da obra, que inclui um campo de relva sintética e um edifício de apoio com bancada.
  1. Obras no Estádio e Competitividade:
  • Concluir as obras no estádio Santos Pinto.
  • Formar uma equipa sénior competitiva que lute pela subida de divisão nas próximas três temporadas, período em que o clube estará nas competições profissionais.
  1. Continuidade da Equipa Técnica:
  • Manter Francisco Chaló como treinador principal.
  • Nomear Pedro Taborda como novo adjunto.
  1. Modelo de Gestão e Parcerias:
  • Continuar a operar como Sociedade Desportiva Unipessoal por Quotas (SDUQ) e não como Sociedade Anónima Desportiva (SAD).
  • Estabelecer parcerias e patrocínios em vez de procurar investidores externos, com a SAD a ser considerada apenas para campeonatos profissionais.
  1. Requalificação da Sede e Criação de Museu:
  • Reabrir a sede aos sócios, realizar pequenas obras de requalificação e estabelecer um museu do clube no espaço de 600m².
  1. Expansão Desportiva:
  • Tornar o Sporting da Covilhã novamente um clube eclético, introduzindo quatro novas modalidades: Padel, BTT, Atletismo e Badminton ao longo dos próximos três anos.
  1. Gestão Financeira e Reformas Estatutárias:
  • Manter um rigoroso controlo orçamental.
  • Alterar os estatutos do clube e dialogar com a Associação Desportiva da Estação (ADE) para explorar uma possível cooperação futura, visando melhorias na formação desportiva na cidade da Covilhã.

Joel Vital foi nomeado o novo diretor do clube para o futebol profissional. Francisco Moreira e Carlos Mineiro da Costa assumem, respetivamente, as presidências da Mesa da Assembleia Geral e do Conselho Fiscal.

A cerimónia de tomada de posse está agendada para o dia 2 de junho, coincidindo com as celebrações do 101º aniversário do Sporting da Covilhã.

- pub -

MAIS PARA SI

- pub -