Quinta-feira, Julho 18, 2024

Mais de 48.000 crianças integram programa de Literacia Digital da Microsoft e da GNR

No âmbito do Dia Mundial da Criança, a tecnológica e a GNR divulgam os primeiros resultados das ações de sensibilização a decorrer a nível nacional

Após quatro meses desde o início das ações de sensibilização promovidas junto da comunidade escolar, e no âmbito das celebrações do Dia Mundial da Criança, a Microsoft Portugal e a GNR divulgam os primeiros resultados desta iniciativa que está a decorrer a nível nacional.

Em Portugal, desde o início deste ano e até ao final do mês de maio, a Microsoft Portugal e a GNR já realizaram mais de 1.296 sessões de sensibilização em 4.251 escolas em todo o país, as quais contaram com a participação de 49.160 pessoas, com destaque para as 48.226 crianças e adolescentes a frequentar o 1.º ciclo (33%), 2.º ciclo (57%) e 3.º ciclo e secundário (10%) de escolaridade. A forte adesão a este programa é notória igualmente nos adultos, neste período entre pais, professores e comunidade sénior, foram registadas mais de 900 participações, o que representa um dado importante para a consciencialização sobre os riscos inerentes à utilização da Internet entre as diversas gerações.

Entre as principais regiões, Aveiro, até ao momento, registou o maior número de participantes, mais de 5.900 participantes, seguida de Lisboa com mais de 5.500, do Porto com 4.545, de Setúbal com 3.342 e de Braga com 4.502 participantes.  As sessões gratuitas foram dirigidas a alunos, professores, encarregados de educação e comunidade sénior de todo o país, com a ajuda de 144 voluntários da Microsoft Portugal e mais de 400 militares da GNR. O objetivo inicial mantém-se inalterado, o de reforçar a literacia digital e sensibilizar para os princípios básicos de segurança na Internet.

Paralelamente, e com a missão de conseguir chegar a cada vez mais pessoas, tanto a nível nacional, como internacional, as ações de sensibilização continuam a ir além fronteiras e nestes quatro meses já chegaram a um total de 150 crianças do 1.º Ciclo emBucareste, Roménia.

Estas ações de sensibilização, que são entregues todos os dias, ao longo do ano, pelos voluntários da Microsoft Portugal e pelos militares da GNR, procuram abordar temas como a importância da Cidadania Digital, a Inteligência Artificial e como esta pode ajudar no dia-a-dia, os perigos da desinformação e das notícias falsas, cyberbullying e o furto de identidade, a privacidade e segurança dos dados e a dependência da internet.

No âmbito do Dia Mundial da Criança, importa ainda recordar algumas das conclusões do último estudo anual da Microsoft, Online Safety Survey 2024, nomeadamente o facto da desconfiança na utilização da internet ter aumentado 3% face a 2023 e situar-se neste momento nos 45%, com a incapacidade de limitar o tempo online a ser um dos principais desafios entre pais e tutores. Com a exposição online e respetivo aumento da desconfiança na utilização da internet, a Microsoft deixa um conjunto de boas práticas para todos os que diariamente estão em contacto com o mundo digital:

  • Nunca fornecer dados pessoais (nome, idade, foto, morada, escola…) e desconfiar sempre de quem pede este tipo de informação;
  • Muitos jogos online contêm vírus, motivo pelo qual não podemos fazer o download se não for de uma fonte oficial e segura;
  • Não falar online com pessoas desconhecidas;
  • Evitar redes Wi-Fi públicas não seguras;
  • Manter o software sempre atualizado e utilizar a autenticação de duplo fator – caso não exista esta opção, escolher passwords difíceis de descobrir;
  • Quem pode ajudar? Pais, professores, educadores, forças de segurança ou linhas de apoio.
- pub -

Mais de 48.000 crianças integram programa de Literacia Digital da Microsoft e da GNR

No âmbito do Dia Mundial da Criança, a tecnológica e a GNR divulgam os primeiros resultados das ações de sensibilização a decorrer a nível nacional

Após quatro meses desde o início das ações de sensibilização promovidas junto da comunidade escolar, e no âmbito das celebrações do Dia Mundial da Criança, a Microsoft Portugal e a GNR divulgam os primeiros resultados desta iniciativa que está a decorrer a nível nacional.

Em Portugal, desde o início deste ano e até ao final do mês de maio, a Microsoft Portugal e a GNR já realizaram mais de 1.296 sessões de sensibilização em 4.251 escolas em todo o país, as quais contaram com a participação de 49.160 pessoas, com destaque para as 48.226 crianças e adolescentes a frequentar o 1.º ciclo (33%), 2.º ciclo (57%) e 3.º ciclo e secundário (10%) de escolaridade. A forte adesão a este programa é notória igualmente nos adultos, neste período entre pais, professores e comunidade sénior, foram registadas mais de 900 participações, o que representa um dado importante para a consciencialização sobre os riscos inerentes à utilização da Internet entre as diversas gerações.

Entre as principais regiões, Aveiro, até ao momento, registou o maior número de participantes, mais de 5.900 participantes, seguida de Lisboa com mais de 5.500, do Porto com 4.545, de Setúbal com 3.342 e de Braga com 4.502 participantes.  As sessões gratuitas foram dirigidas a alunos, professores, encarregados de educação e comunidade sénior de todo o país, com a ajuda de 144 voluntários da Microsoft Portugal e mais de 400 militares da GNR. O objetivo inicial mantém-se inalterado, o de reforçar a literacia digital e sensibilizar para os princípios básicos de segurança na Internet.

Paralelamente, e com a missão de conseguir chegar a cada vez mais pessoas, tanto a nível nacional, como internacional, as ações de sensibilização continuam a ir além fronteiras e nestes quatro meses já chegaram a um total de 150 crianças do 1.º Ciclo emBucareste, Roménia.

Estas ações de sensibilização, que são entregues todos os dias, ao longo do ano, pelos voluntários da Microsoft Portugal e pelos militares da GNR, procuram abordar temas como a importância da Cidadania Digital, a Inteligência Artificial e como esta pode ajudar no dia-a-dia, os perigos da desinformação e das notícias falsas, cyberbullying e o furto de identidade, a privacidade e segurança dos dados e a dependência da internet.

No âmbito do Dia Mundial da Criança, importa ainda recordar algumas das conclusões do último estudo anual da Microsoft, Online Safety Survey 2024, nomeadamente o facto da desconfiança na utilização da internet ter aumentado 3% face a 2023 e situar-se neste momento nos 45%, com a incapacidade de limitar o tempo online a ser um dos principais desafios entre pais e tutores. Com a exposição online e respetivo aumento da desconfiança na utilização da internet, a Microsoft deixa um conjunto de boas práticas para todos os que diariamente estão em contacto com o mundo digital:

  • Nunca fornecer dados pessoais (nome, idade, foto, morada, escola…) e desconfiar sempre de quem pede este tipo de informação;
  • Muitos jogos online contêm vírus, motivo pelo qual não podemos fazer o download se não for de uma fonte oficial e segura;
  • Não falar online com pessoas desconhecidas;
  • Evitar redes Wi-Fi públicas não seguras;
  • Manter o software sempre atualizado e utilizar a autenticação de duplo fator – caso não exista esta opção, escolher passwords difíceis de descobrir;
  • Quem pode ajudar? Pais, professores, educadores, forças de segurança ou linhas de apoio.
- pub -

MAIS PARA SI

- pub -