Quinta-feira, Julho 18, 2024

Belmonte emite mais de 450 avisos de corte de água por incumprimento

A Câmara Municipal de Belmonte emitiu recentemente mais de 450 avisos de corte de abastecimento de água, segundo avançou o Notícias da Covilhã. Esta medida surge após a constatação de que aproximadamente 10% dos contadores de água no concelho, equivalentes a 476 unidades, registaram consumos não pagos no último mês. Os consumidores têm agora a possibilidade de evitar a interrupção no abastecimento de água, desde que regularizem as suas contas dentro do prazo estipulado.

Durante a última reunião pública do executivo, o vice-presidente da autarquia, Paulo Borralhinho, descreveu a situação como preocupante, destacando os esforços contínuos da Câmara para recuperar o sistema de cobrança de água e reduzir perdas e ruturas.

“Sim, é algo que estamos a trabalhar há um ano, a tentar recuperar o nosso sistema de cobrança de água, de roturas e perdas, que eram elevadas. Chegamos a esta fase de ver se saem as cartas de aviso de corte. As pessoas vão recebendo, vão pagando, às vezes, a custo, vai-se insistindo no pagamento, mas não saíam os avisos de corte”, explicou Paulo Borralhinho. O autarca revelou que, em meses anteriores, alguns contadores foram desativados diretamente pelos serviços devido a incumprimentos.

O novo procedimento implementado pela autarquia implica que, em caso de não pagamento na data devida, são emitidos avisos de corte, e aqueles que não regularizarem a situação terão os contadores desativados. Paulo Borralhinho reconheceu que, por vezes, os atrasos nos pagamentos podem ocorrer devido a “esquecimento, doença ou outras situações pessoais”. Após o aviso de corte, os consumidores têm 22 dias para regularizar a situação.

Além das contas normais dos munícipes, a autarquia está também a lidar com cerca de 160 reclamações relacionadas com contas elevadas devido a ruturas no sistema. “São cerca de 160 reclamações que temos estado a resolver, de situações, como por exemplo, ruturas, em que depois aparecem contas muito grandes e só aí as pessoas se apercebem. Elas fazem reclamação ao município, de modo a se comprovar que foi uma rotura, e aí só pagam o que consumiram. Tem sido tratado e resolvido”, assegurou o vice-presidente.

A situação exige atenção e colaboração dos munícipes para evitar cortes no abastecimento de água, num esforço conjunto para manter a eficiência e sustentabilidade do sistema de distribuição de água em Belmonte.

- pub -

Belmonte emite mais de 450 avisos de corte de água por incumprimento

A Câmara Municipal de Belmonte emitiu recentemente mais de 450 avisos de corte de abastecimento de água, segundo avançou o Notícias da Covilhã. Esta medida surge após a constatação de que aproximadamente 10% dos contadores de água no concelho, equivalentes a 476 unidades, registaram consumos não pagos no último mês. Os consumidores têm agora a possibilidade de evitar a interrupção no abastecimento de água, desde que regularizem as suas contas dentro do prazo estipulado.

Durante a última reunião pública do executivo, o vice-presidente da autarquia, Paulo Borralhinho, descreveu a situação como preocupante, destacando os esforços contínuos da Câmara para recuperar o sistema de cobrança de água e reduzir perdas e ruturas.

“Sim, é algo que estamos a trabalhar há um ano, a tentar recuperar o nosso sistema de cobrança de água, de roturas e perdas, que eram elevadas. Chegamos a esta fase de ver se saem as cartas de aviso de corte. As pessoas vão recebendo, vão pagando, às vezes, a custo, vai-se insistindo no pagamento, mas não saíam os avisos de corte”, explicou Paulo Borralhinho. O autarca revelou que, em meses anteriores, alguns contadores foram desativados diretamente pelos serviços devido a incumprimentos.

O novo procedimento implementado pela autarquia implica que, em caso de não pagamento na data devida, são emitidos avisos de corte, e aqueles que não regularizarem a situação terão os contadores desativados. Paulo Borralhinho reconheceu que, por vezes, os atrasos nos pagamentos podem ocorrer devido a “esquecimento, doença ou outras situações pessoais”. Após o aviso de corte, os consumidores têm 22 dias para regularizar a situação.

Além das contas normais dos munícipes, a autarquia está também a lidar com cerca de 160 reclamações relacionadas com contas elevadas devido a ruturas no sistema. “São cerca de 160 reclamações que temos estado a resolver, de situações, como por exemplo, ruturas, em que depois aparecem contas muito grandes e só aí as pessoas se apercebem. Elas fazem reclamação ao município, de modo a se comprovar que foi uma rotura, e aí só pagam o que consumiram. Tem sido tratado e resolvido”, assegurou o vice-presidente.

A situação exige atenção e colaboração dos munícipes para evitar cortes no abastecimento de água, num esforço conjunto para manter a eficiência e sustentabilidade do sistema de distribuição de água em Belmonte.

- pub -

MAIS PARA SI

- pub -