Quinta-feira, Julho 18, 2024

Jornal do Fundão Recebe Medalha de Ouro no Dia do Concelho pelos seus Valores Humanistas

A Câmara Municipal do Fundão vai agraciar o Jornal do Fundão com a medalha de ouro no Dia do Concelho, em reconhecimento pelos seus valores humanistas e pelo papel fundamental que tem desempenhado ao longo de 78 anos de existência. A decisão foi anunciada na reunião do executivo, onde o presidente da Câmara, Paulo Fernandes, destacou a importância do semanário fundado por António Paulouro.

O presidente da Câmara recordou que, antes do 25 de Abril, o Jornal do Fundão foi uma das instituições que mais defendeu valores como a liberdade e a igualdade de oportunidades. Paulo Fernandes mencionou, como exemplo, o apoio do jornal à inclusão dos emigrantes e a ligação que manteve com os soldados na guerra colonial. Em maio de 1965, o semanário foi suspenso pela Censura durante seis meses por noticiar a atribuição do Grande Prémio de Novela a Luandino Vieira, um prisioneiro político no Tarrafal.

António Paulouro e Fernando Paulouro Neves, antigos diretores do jornal, já haviam sido distinguidos pelo município. Atualmente, o Jornal do Fundão é dirigido por Nuno Francisco.

A cerimónia de entrega das distinções ocorrerá no dia 10 de junho, um dia após a data habitual, devido às eleições europeias. Além do Jornal do Fundão, mais 13 personalidades e entidades serão homenageadas com a medalha de prata de mérito municipal.

Entre os homenageados estão o músico António Supico, o poeta e antropólogo Luís Maçarico, o escritor Manuel da Silva Ramos, Maria do Carmo Nogueira pela compilação de palavras em desuso da região, o dirigente associativo António Sequeira, o responsável pelo levantamento associado ao poder local Paulo Silveira, e Maria Emília Bimba, mãe de 21 filhos e figura carismática do Fundão. O investigador Igor Matias, que trabalha na área da doença de Alzheimer, também será distinguido.

O grupo de música tradicional Pedra D’Hera, já extinto, receberá igualmente uma homenagem nas comemorações dos 277 anos do concelho do Fundão. Distinções a título póstumo serão entregues ao advogado António Gascão, ao poeta José Alberto Oliveira, ao artista plástico José D’Almeida e ao pifareiro Paulo Bernardino.

Esta homenagem ao Jornal do Fundão e às outras personalidades sublinha o compromisso da Câmara Municipal do Fundão em reconhecer e valorizar aqueles que contribuem significativamente para a comunidade e para a preservação dos valores humanistas e culturais.

- pub -

Jornal do Fundão Recebe Medalha de Ouro no Dia do Concelho pelos seus Valores Humanistas

A Câmara Municipal do Fundão vai agraciar o Jornal do Fundão com a medalha de ouro no Dia do Concelho, em reconhecimento pelos seus valores humanistas e pelo papel fundamental que tem desempenhado ao longo de 78 anos de existência. A decisão foi anunciada na reunião do executivo, onde o presidente da Câmara, Paulo Fernandes, destacou a importância do semanário fundado por António Paulouro.

O presidente da Câmara recordou que, antes do 25 de Abril, o Jornal do Fundão foi uma das instituições que mais defendeu valores como a liberdade e a igualdade de oportunidades. Paulo Fernandes mencionou, como exemplo, o apoio do jornal à inclusão dos emigrantes e a ligação que manteve com os soldados na guerra colonial. Em maio de 1965, o semanário foi suspenso pela Censura durante seis meses por noticiar a atribuição do Grande Prémio de Novela a Luandino Vieira, um prisioneiro político no Tarrafal.

António Paulouro e Fernando Paulouro Neves, antigos diretores do jornal, já haviam sido distinguidos pelo município. Atualmente, o Jornal do Fundão é dirigido por Nuno Francisco.

A cerimónia de entrega das distinções ocorrerá no dia 10 de junho, um dia após a data habitual, devido às eleições europeias. Além do Jornal do Fundão, mais 13 personalidades e entidades serão homenageadas com a medalha de prata de mérito municipal.

Entre os homenageados estão o músico António Supico, o poeta e antropólogo Luís Maçarico, o escritor Manuel da Silva Ramos, Maria do Carmo Nogueira pela compilação de palavras em desuso da região, o dirigente associativo António Sequeira, o responsável pelo levantamento associado ao poder local Paulo Silveira, e Maria Emília Bimba, mãe de 21 filhos e figura carismática do Fundão. O investigador Igor Matias, que trabalha na área da doença de Alzheimer, também será distinguido.

O grupo de música tradicional Pedra D’Hera, já extinto, receberá igualmente uma homenagem nas comemorações dos 277 anos do concelho do Fundão. Distinções a título póstumo serão entregues ao advogado António Gascão, ao poeta José Alberto Oliveira, ao artista plástico José D’Almeida e ao pifareiro Paulo Bernardino.

Esta homenagem ao Jornal do Fundão e às outras personalidades sublinha o compromisso da Câmara Municipal do Fundão em reconhecer e valorizar aqueles que contribuem significativamente para a comunidade e para a preservação dos valores humanistas e culturais.

- pub -

MAIS PARA SI

- pub -